Os Diabolics são humanóides criados com o objetivo de proteger o humano a qual são ligados, a qualquer custo. Eles são impiedosos, poderosos e não hesitam em matar qualquer um que possa ameçar seus mestres. Eles só amam uma coisa e tem um único propósito na vida, manter seus mestre seguros. Nêmesis é a Diabolic de Sidonia, a filha de um Senador Galáctico.

Nossos ancestrais buscavam conhecimento, mas nós, seus descentendes, glorificamos a ignorância.

O pai de Sidonia é considerado um herético, pois além de não ser seguidor fiel da religião Heliônica, ele acredita que o progresso ciêntifico deve retornar, para que a civiliação não pereça por conta da estagnação científica e tecnológica. The Diabolic é uma distopia que se passa no espaço, com apenas a indicação de que é muito tempo no futuro, no Império os Senadores e membros da Grandiloquência são ligados ao Imperador, vivem em imensas naves espaciais e possuem Serviçais humanóides criados para servi-los e Diabolics para sua proteção. Os membros do Excesso são subordinados aos Senadores, mas eles vivem em planetas e são considerados descartáveis pelo império, eles não aceitam humanos criados e não concordam com a religião Heliônica.

Quando o Imperador ordena que todos os Diabolics sejam destruídos, Sidonia recusa. Ela implora aos pais que mantenham Nêmesis viva. Após algum tempo Sidonia é sumonada a visitar o Crisântemo, o imenso complexo de naves que é a casa do Imperador e o centro do Império. Sua mãe, temendo pela vida da filha, decide treinar e preparar Nêmesis para enviá-la no lugar de Sidonia. E assim para garantir a segurança de Sidonia, Nêmesis deverá se tornar Sidonia.

Uma ideia estranha me ocorreu: agora que eu havia aprendido a vê-la, eu poderia encontrar beleza em qualquer lugar. Talvez até mesmo no rosto de outro alguém.

A primeira coisa que gostaria de resaltar é que o nível de inglês desse livro é alto, em especial pelos inúmeros nomes e descrições complicadas do espaço que ele contém. Todos os nomes eu fiz tradução livre para colocar aqui na resenha, exceto o da palavra Diabolic, isso porque não consigo me acostumar com a palavra Diabólico (mesmo que pareça uma diferença mínima) então decidi deixar em inglês mesmo.

Eu amei muito esse livro, ele tem quatrocentar páginas mas parece ainda maior devido a quantidade de acontecimentos e reviravoltas que acontecem na história. Ele é muito denso e envolvente. A protagonista, Nêmesis, é uma personagem incrível, eu amei a construção dela e todas as mudanças e evoluções pelas quais ela passa durante o livro. A personagem cresceu muito e estou muito curiosa para ver como ela irá se portar nos próximos livros (The Diabolic é o primeiro de uma trilogia). Os capítulos são curtos e a escrita é muito fluida, fazendo o ritmo do livro ser muito bom, em nenhum momento fiquei entediada ou estagnada com a leitura.

Isso era viver. Isso era estar vivo, ser humano.

Eu nunca queria que acabasse.

Houveram algumas plot twist que não concordei de início, mas no decorrer da leitura conforme tudo foi se encaixando para o fim eu fiquei completamente êxtasiada e chocada com a big picture que se formou para encerrar a história. O livro me surpreendeu muito! Gostei muito de Tyrus, da forma como ele foi apresentado e de todas as nuances do personagem.

The Diabolic é um livro excelente, uma grande pedida para qualquer fã de Sci-Fi que queira mergulhar num novo mundo, extremamente bem construído e ambientado e com personagens cativantes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s