Contos Peculiares são as histórias do mundo peculiar, apresentadas pela primeira vez em Cidade dos Etéreos. O livro conta com dez contos e cada um possuí uma ilustração feita por Andrew Davidson. O projeto gráfico do livro está realmente bonito e caprichado, com sua capa verde e páginas douradas, parece algo que estaria na estante de uma das ymbrynes como a Srta. Peregrine. Há também comentários de Millard Nullings visto que a edição foi organizada pelo menino invisível.

Os Esplendidos Canibais

Um dos meus contos favoritos do livro. Narra a história dos peculiares da aldeia de Swampmuck e seu encontro com estranhos visitantes canibais. Gostei do desenrolar e mais ainda do final do conto.

A Princesa da Língua Bifurcada

Uma princesa que esconde escamas e uma língua bifurcada e que teme que seu casamento arranjado seja arruinado por conta de sua peculiaridade. A plot twist é bem inesperada e o desenvolvimento da protagonista foi muito bom.

A Primeira ymbryne

Um favorito. Amei saber a história da  primeira ymbryne e de como foi criada a primeira fenda temporal. Um must read e a ilustração desse conto é simplesmente maravilhosa.

A Mulher que Era Amiga de Fantasmas

Outro favorito que amei, a construção da personagem foi muito boa e amei o jeito como os fantasmas foram representados. O final é de aquecer o coração.

Cocobolo

Eu estava com bastante expectativa por conta deste título estranho e da ilustração, mas fiquei um tanto quanto decepcionada com o que li.

As pombas (da Catedral) de St. Paul

Um micro conto que foi introduzido em a Cidade dos Etéreos. Não gostei muito e não houve nada de especial sobre ele.

A Menina que Domava Pesadelos

O título deste me deixou muito intrigada. A ilustração dele é linda e a peculiaridade da protagonista é simplesmente fascinante. 90% do conto foi perfeito exceto pelo final que me desapontou bastante. Mesmo assim foi um dos que mais amei no livro.

O Gafanhoto

Um conto que não me chamou muita atenção e também não teve nada muito memorável. Achei ok.

O Garoto que Podia Controlar o Mar

Gostei bastante da questão histórica inserida no conto e também como a questão peculiaridade do personagem foi se desenvolvendo durante a história.

A História de Cuthbert

Se não me engano esse personagem apareceu em Cidade dos Etéreos também. A história é boa e o final é muito triste, mas Millard deu um jeito nisso.

 

No geral eu gostei dos contos e das peculiaridades de cada um e ler este livro me deu vontade de ler o terceiro e último livro da série O Lar da Srta. Peregrine e finalmente descobrir o desfecho da história.

 

Acompanhe o Prateleira de Ideias nas redes socias:

facebook | instagram | youtube | goodreads

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s