Pequenas Grandes Mentiras já se inicia com um problema: alguém morreu. O contexto é  um evento para os pais dos alunos da Escola Pública de Pirriwee, logo no início os pais já se mostram exaltados, discussões surgindo aqui e a ali e quando um grupo se reúne na varanda, alguém cai e morre. A narrativa então retorna para alguns meses antes do ocorrido para então começar a desenvolver os acontecimentos que levaram a tal fatídica noite.

Quer uma vida como essa? Eu também gostaria muito de ter uma vida como essa.

Acompanhamos a história de três personagens, Celeste, Madeline e Jane. Celeste é mãe dos gêmeos Max e Josh. Ela é magra, rica e bonita e seu casamento com Perry parece ser bom demais para ser verdade. Madeline está em seu segundo casamento e tem que lidar com a volta do ex-marido à cidade trazendo consigo sua nova esposa e uma filhinha. Madeline tem que lidar com a aproximação que Abigail sente pelo pai mesmo tantos anos depois e ainda cuidar de seus outros dois filhos. Jane é uma mãe solteira que se muda para a cidade em busca de um recomeço com o filho, Ziggy, fruto de um caso de uma noite.

Cada cenário é ricamente construído e a autora trabalha com todas as ferramentas que tem para expor os lado feio do que aparenta ser perfeito. Gostei muito da escrita dela e do ritmo do livro, os capítulos são narrados em terceira pessoa e alternam o ponto de vista das três personagens, nos mostrando o comportamento e a reação de cada uma, além de que no fim de cada capítulo temos breves comentários, que parecem ser na verdade entrevistas políciais com as personagens secundárias que rodeiam a narrativa, as outras mães e pais que estavam no dia do ocorrido.

Se exibisse no Facebook como sua vida era perfeita, talvez também começasse a acreditar.

Gostei da forma como o livro se desenvolve, partindo de uma premissa da qual o leitor nada sabe para construir todo o suspense e a ambientação da narrativa. A cada página eu já sabia que podia esperar novas reviravoltas, e quando o final então chegou eu fui surpreendida de uma forma muito positiva. Gostei bastante do desfecho e tive aquela sensação de querer poder ler de novo o livro sem nunca ter lido para ser pega de surpresa outra vez.

Das três personagens gostei mais de Madeline e Celeste, mas destaque para o crescimento de Jane durante o decorrer da narrativa. Pequenas Grandes Mentiras não é o tipo de livro que eu costumo ler e foi ótimo sair da minha zona de conforto. No geral eu recomendo muito a leitura, sendo ele um cinco estrelas.

Ah e a HBO acabou de lançar uma série baseada no romance, estrelada por Nicole Kidman, Reese Witherspoon e Shailene Woodley. E admito que enquanto eu lia imaginei perfeitamente as três atrizes como as personagens. Estou bem ansiosa para assistir.

Acompanhe o Prateleira de Ideias nas redes socias:

facebook | instagram | youtube | goodreads

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s