Comecei o ano bem lendo um livro em um dia. Gigantes Adormecidos é um livro original e diferente, como nada que eu já li antes. No começo achei que a escrita poderia ser um problema, porque o livro todo é escrito em diálogo. São várias conversas entre um personagem, que não sabemos nada sobre, nem mesmo o nome, e os outros personagens da trama. Achei que isso poderia ser um empecilho e que seria difícil manter o ritmo de leitura, mas eu estava errada. O livro tem um desenvolvimento incrível e só de parar para pensar a trabalheira que o autor deve ter tido para conseguir desenrolar a história apenas com falas… Uau tiro meu chapéu para ele. A escrita de Gigantes Adormecidos é supreendente.

Rose pedala sua bicicleta nova pelo bosque perto de casa quando de repente é engolida por uma cratera no chão. Quando os bombeiros chegam para resgatá-la eles tem uma surpresa: uma menina de onze anos está caída na palma de uma gigantesca mão de ferro. Dezessete anos depois Rose é PhD. em Física e estuda o artefato que encontrou ainda criança. É aí que tem ponto de partida o desenrolar da narrativa do livro. A mão é apenas uma das partes do enorme corpo de um robô que aparenta ser de origem alienígena e tão antigo quanto a raça humana.

Só sei que essa empreitada é maior do que eu, minhas inseguranças ou qualquer crise de consciência. Agora reconheço de verdade como sou absolutamente insignificante diante de tudo. Porque isso me dá tanto alívio?

20170102_142352

As reações a este objeto tão grande são inúmeras e os desdobramentos que ele causa também, afinal seria ele uma confirmação de que não estamos sozinhos no universo?

Os personagens são muito bem construídos, e o fato de o livro todo ser escrito em diálogo nos dá maior abrangência para compreender os diversos personagens, afinal não há narrador. Não há um ponto de vista “contaminado” pela opinião de alguém. Isso com certeza  contribui para que o leitor tire suas próprias conclusões sobre tudo que está lendo, pois o livro acaba por questionar o leitor durante o desenvolvimento, mostrando as diversas reações dos personagens, de diversas figuras do governo e até mesmo do misterioso personagem do qual nada sabemos. Ele com certeza foi o que mais me intrigou. Está presente durante o livro todo e não sabemos sequer seu nome. Ele é o outro “lado” da conversa, pois é o personagem que sempre faz todas as perguntas durante os diálogos, e sua figura acaba se tornando onipresente e até mesmo onisciente. Ele é um personagem muito bem construído e fico muito curiosa para saber qual será seu desenrolar daqui para frente. Isso porque Gigantes Adormecidos é o primeiro livro de uma duologia. E posso dizer que o final tem um cliffhanger tão sensacional que mal consigo esperar para ler o segundo.

A espada é uma arma de energia concentrada. É como um sabre de luz, só que mais largo, com lâminas de ambos os lados, como uma espada medieval. Guerra nas estrelas misturada com O Senhor dos anéis.

20170102_142453

Outra coisa que gostei foi que não há menção de tempo no livro. Parece ser uma época próxima a que vivemos, mas não há marca de tempo exata. Pode não parecer algo tão significativo, mas em se tratando de um romance sobre vida extraterrestre e tudo mais, achei interessante essa “falta” de colocação temporal. Falando em vida extraterrestre, só tenho elogios a ideia do autor. A plot do livro é simplesmente genial, nada caricata, mas sim extremamente original. Não leio muitos livros de ficção científica, mas fiquei muito feliz de ter lido esse.

Gigantes Adormecidos é uma ótima pedida para quem quer um livro rápido, envolvente e completamente viciante. Foi minha primeira leitura do ano e já se tornou um favorito. Muito mais do que recomendado.

Este foi o livro escolhido para o Canadá no meu projeto A Volta ao Mundo em 80 Livros. Para saber mais clique aqui.

Acompanhe o Prateleira de Ideias nas redes socias:

facebook | instagram | youtube | goodreads

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s