entrevista

Foto por Saulo Ohara

A estudante Ketelen Lefcovich criou um blog para falar sobre literatura

A estudante de Letras Ketelen Cruz Lefcovich, 19, é uma apaixonada por literatura que não se contenta em ler um bom livro e guardar a história para si mesma. “Eu tenho um ‘surto’ e quero que todo mundo leia”, brinca ela, que gosta tanto de compartilhar literatura que criou um blog sobre o assunto. No “Prateleira de ideias”, ela publica resenhas dos livros que lê e dá dicas sobre literatura, sempre com o cuidado de vincular boas imagens aos conteúdos. A ideia de publicar os textos surgiu aos 14 anos, após participar de uma oficina de escrita criativa na escola. “Percebi que havia poucos blogs sobre literatura, então resolvi criar. Meu objetivo é que as pessoas se interessassem nais sobre o assunto”, conta.

O resultado foi além do esperado. Graças ao blog, Ketelen acabou desenvolvendo uma comunidade de leitores sempre dispostos a falar sobre livros, o que torna o hábito de ler ainda mais prazeroso. “É mais empolgante ter alguém para compartilhar as histórias”, acredita ela, que dá dicas e também recebe muitas recomendações. Quando termina um livro empolgante, ela faz campanha para as amigas lerem também. “Além disso, participa de comunidades relacionadas ao assunto em redes sociais como Instagram e Good Readers. “A troca é muito legal”, diz.

O gosto pela leitura surgiu na infância, com o incentivo da mãe. Conforme foi crescendo, passou a se interessar por conta própria e ganhou o apoio do avô, que estabelece uma cota mensal de livros que ela pode comprar. Tradicional, a blogueira gosta dos livros em papel, apesar de considerar os e-books importantes para dar acesso a mais pessoas à literatura.
O livro preferido do momento é “O Grande Gatsby”, de Scott Fitzgerald, mas a obra “número um” do ranking pessoal vai mudando com o passar do tempo. Com uma média de cinco livros finalizados a cada mês, Ketelen gosta das histórias clássicas, de temas relacionados à Segunda Guerra Mundial, livros sobre crimes e também fantasia.

A paixão pela literatura foi determinante na escolha do curso universitário. Ela estuda Letras na modalidade de bacharelado em estudos literários. “É quase uma diversão”, considera. (C.A)

Créditos: Carolina Avansini, Folha de Londrina
Anúncios

8 comentários sobre “‘Quero que todo mundo leia’ – Minha entrevista para Folha de Londrina

  1. Parabéns! Muito orgulho de você filha. Nem preciso dizer o quanto estimo que você tenha esse apreço literário e o compartilhe para o mundo. Ainda podemos esperar grandes coisas de você, disso eu tenho certeza. Com apenas 19 anos esse é só o começo. Um beijo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s