Depois do meu desapontamento com o primeiro livro da série Magnus Chase e os Deuses de Asgard eu estava um pouco receosa para ler qualquer outra coisa de Rick Riordan, sem saber bem o que esperar. Não gostei muito de Magnus e temi que daqui pra frente todos os trabalhos de Rick pudessem continuar com o mesmo tom repetitivo. Eu estava muito curiosa e com altas expectativas quando fui ler o primeiro volume da série As Provações de Apolo e para minha surpresa e alívio o livro excedeu minhas expectativas e foi muito melhor do que eu esperava.

20160625_130245

Essa capa é muito linda! E aquele mapa da foto anterior é muito ❤

Depois dos eventos desenrolados na série Os Heróis do Olimpo, Zeus está furioso com o deus Apolo e basicamente está culpando-o por deflagar a guerra. Como punição Zeus transforma Apolo em mortal, tirando todos os seus poderes, sua aparência divinamente linda e sua barriga tanquinho. Agora, preso em um corpo flácido e “inútil” de um mortal de dezesseis anos, Apolo terá de enfrentar diversas provações para provar seu valor e retomar seu lugar no Olimpo. Apesar de não ser obrigatório eu recomendo a leitura das duas séries anteriores de mitologia grega do autor, Percy Jackson e os Olimpianos e Os Heróis do Olimpo, já que em As Provações de Apolo há spoilers de ambas.

Na verdade (bem, Zeus não gostaria que eu compartilhasse essa informação e, se você contar para alguém, vou negar que falei isto), nós deuses, admiramos um pouco vocês, mortais. Vocês passam a vida toda sabendo que vão morrer. Por mais que tenham amigos e parentes, sua existência medíocre vai ser esquecida depressa. Como conseguem aguentar? Por que não estão correndo de um lado para outro, gritando e arrancando os cabelos? Sua coragem, devo admitir, é admirável.

20160625_130422

Em todos os começos de capítulo tem um haicai escrito por Apolo (risos).

Apolo é o perfeito anti-herói. Ele é narcisista, egocêntrico e um pouco babaca. Esses três elementos ajudam a compor o humor do livro, que é simplesmente hilário, eu simplesmente não conseguia parar de rir enquanto lia. Foi uma leitura muito imersiva e desestressante. A escrita de Riordan está em seu melhor neste livro. Gostei também de como o livro foi coeso, e se compararmos ele com Magnus que tinha umas 450 páginas que foram difíceis de digerir em certos pontos, as 300 páginas de Apolo são mágicas e passam voando, devorei o livro em apenas dois dias.

Me animei ainda mais quando descobri o bacon.

Ah, deuses… bacon! Prometi a mim mesmo que, quando alcançasse a imortalidade de novo, eu reuniria as Nove Musas e, juntos, nós criaríamos uma ode, um hino ao poder do bacon, que levaria os seus às lágrimas e provocaria arrebatamento por todo o universo.

Bacon é bom.

Talvez uma das melhores coisas do livro foi ter voltado ao Acampamento Meio-Sangue. Não havia percebido o quanto senti falta deste lugar até ter encontrado-o novamente em meio as páginas de O Oráculo Oculto. Foi como voltar pra casa após um longo e cansativo dia e a leitura aqueceu meu coração. Não vou dar spoiler, mas aquela revelação bombástica no capítulo quatro foi simplesmente a melhor.

20160625_130359

Precisei tirar uma foto disso, mudaram a foto da orelha do autor (era sempre a mesma) e essa está muito engraçada, hahaha, Rick Riordan com cara de zoeiro.

O desenvolvimento dos personagens, inclusive os secundários, foi muito bom e não posso esquecer de mencionar a plot twist do fim que me fez ficar encarando a página por alguns minutos incrédula.

Eu era um deus dramático.

Achei minha última frase bem impactante. Por isso esperava olhos arregala-dos, talvez música de órgão ao fundo. As luzes se apagariam antes que eu dissesse mais alguma coisa. Momentos depois, eu seria encontrado morto com uma faca nas costas. Seria incrível!

Espere aí. Eu sou mortal. Assassinato me mataria. Deixa pra lá.

Um dos motivos que me fez querer (muito) ler este livro foi a presença de um dos melhores casais desse mundo mitológico grego de Riordan. Sim, estou falando de Nico di Angelo e Will Solace, ou Solangelo. Que casal! Um filho de Hades e um filho de Apolo, o contraste é tao maravilhoso e o relacionamento dos dois tão bem construído! Meu coração explodiu de amor pelos dois toda hora que eles apareciam, sempre me fazendo querer mais.

Will colocou a mão no ombro de Nico.

– Nico, precisamos ter outra conversa sobre como interagir com as pessoas.

Will se virou para mim.

– Peço desculpas pelo meu namorado.

– Você pode não… – pediu Nico, revirando os olhos.

– Você prefere pessoa especial? – perguntou Will. – Alma gêmea?

– Alma geniosa, no seu caso – resmungou Nico.

– Ah, você vai me pagar por isso.

Definitivamente continuarei lendo está nova série do autor e estou muito ansiosa para o próximo volume já que o final do livro foi simplesmente adorável. Apolo talvez tenha se tornado meu olimpiano favorito e apesar de ele ainda ter muitas coisas para provar (hahaha) vou acompanhar sua jornada de perto e torcerei por seu sucesso.

20160625_130540

Acompanhe o Prateleira de Ideias nas redes socias:

facebook | instagram | youtube | goodreads

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s