The Big Short ou A Grande Aposta é um filme com cinco nomeações ao Oscar sendo elas: melhor filme, melhor ator coadjuvante (Christian Bale), melhor diretor (Adam McKay), melhor edição e melhor roteiro adaptado.

O filme é baseado em fatos reais e conta a história de quatro grupos de investidores que tem duas coisas em comum: a primeira é que querem lucrar muito e a segunda é que eles basicamente “preveem” a crise imobiliária que afetou os Estados Unidos (e mais tarde o resto do mundo) em 2008.

É citado em um momento do filme que “os caras de Wall Street gostam de usar termos confusos para você pensar que só eles podem fazer o que fazem” e isso fica bem explicito pelo vocabulário técnico empregado envolvendo economia, bolsa de valores e etc, mas a grande sacada de A Grande Aposta é se usar do sarcasmo e da crítica social para explicar toda essa confusão para quem assiste o filme. Em vários momentos ocorrem pequenas cenas, por exemplo uma onde a cantora Selena Gomez está jogando em um cassino para explicar estes termos confusas e o melhor: funciona perfeitamente.

316348.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

No começo fiquei em dúvida sobre minha opinião a cerca do longa, mas com o desenvolvimento da história a trama foi se moldando e o filme encontrou seu ritmo próprio. Apesar da confusão inicial com relação a algumas coisas depois das cenas que citei acima consegui compreender os fatos e gostei muito da maneira que o assunto foi retratado, não teria jeito melhor de fazer um filme sobre esta crise.

Outra coisa que gostei muito foi que em alguns momentos os atores param e olham para câmera e explicam algumas coisas que estão acontecendo, como para dizer que na vida real tal coisa não aconteceu daquela forma ou se outra aconteceu exatamente como estava sendo retratada. Isso aproxima muito quem esta assistindo e apesar da trama complexa nos sentimos inseridos na história.

O filme não tem um ator ou papel principal, os nomes e personagens mais importantes são os de Brad Pitt, Steve Carell, Christian Bale e Ryan Gosling. Brad Pitt está com uma caracterização ótima, quase irreconhecível, mas não tem um papel que aparece muito, o foco do filme se divide mais entre os outros três atores, Bale interpretando um nerd maluco estilo Sheldon de Big Bang Theory, Gosling é um investidor arrogante e autoconfiante e seu personagem não apenas retrata bem esse tipo de profissional como também os crítica, já Carell vive um homem de semblante sempre cansado e que acredita que todo o sistema esta prestes a ruir e ironicamente desta vez ele estava certo.

Ao terminar de assistir o filme me senti satisfeita, é um bom filme com um pé na realidade e outro no sarcasmo, contudo sabendo quais são seus concorrentes não acredito que ele irá ganhar nas categorias nas quais foi indicado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s