Ligações – Rainbow Rowell

Ligações é o quarto livro de Rowell e também o meu menos favorito da autora até agora.

Neal está zangado com Georgie. Mas também, Neal sempre está um pouco zangado com ela. Só que dessa vez é diferente, ela não pode viajar nas férias com a família até Omaha por conta do trabalho, por conta de uma grande oportunidade no trabalho, mas ela não imaginava que Neal fosse simplesmente pegar suas malas e ir sem ela.

É algo que acontece com as pessoas. Pessoas normais. Surtos. E então bastava colocar um pano úmido sobre os olhos e planejar passar um tempo à beira-mar.

DSC06794

Sozinha em plenas festas de fim de ano Georgie percebe como seu casamento está indo por água abaixo e se questiona se não é agora que tudo irá acabar de vez. Presa em diversos dilemas ela acaba retornando para a casa dos pais, para seu antigo quarto, e lá encontra o telefone de discar amarelo. Só depois da primeira ligação é que ela percebe que o telefone é capaz de ligar para o Neal do passado, isto é o Neal de quinze anos atrás. O Neal de 1998.

O aparelho não era nenhum canal para o passado. Não era mágico. Não existe magia. (Eu não acredito em fadas. Foi mal, Peter Pan.) Mas Georgie não queria arriscar ainda. Não era uma Senhora do Tempo, não queria um colar Vira-Tempo.

Confesso que demorei para querer ler esse livro, mas no fim acabei comprando por estar curiosa para ler já que é escrito por uma de minhas autoras favoritas. Mas algo simplesmente não deu certo com Ligações. Durante a leitura reconheci muitos dos traços de escrita da autora, seu humor irônico entre outros, mas em inúmeros momentos fiquei empurrando a leitura, só porque queria acabar o livro logo. O mais estranho é que apesar de haver este reconhecimento da forma de escrever da autora, ao mesmo tempo nem parecia que eu estava lendo um livro dela, de tão ruim que achei.

Simplesmente não consegui me identificar com os personagens, achei a história um pouco forçada e muito unilateral e não sei… É uma plot que parecia promissora, mas teve um fraco desenvolvimento e o fato de o telefone amarelo ser simplesmente uma espécie de conexão com o passado, mas sem maiores explicações deixou muito a desejar no quesito crível da história.

Tinha que ligar. Não dá pra simplesmente ignorar um telefone que faz ligações para o passado. Não tem como saber que ele está logo ali ao lado e não usá-lo.

Georgie, que aliás tem um dos piores nomes que já li, esse nome me incomodou de uma forma! Enfim, a protagonista é completamente sem noção e parece uma adolescente de quatorze anos ao invés de uma mulher de trinta e poucos que é casada há quinze anos e mãe de duas filhas. Ela simplesmente age como se não tivesse uma família e responsabilidades, entendo completamente a frustração de seu marido Neal. Outro ponto que é importante salientar foi que o melhor amigo e colega de trabalho de Georgie, Seth tem papel fundamental na vida dela e em mais de uma ocasião cogitei que eles formariam um ótimo casal.

– Cade a pizza? – Georgie perguntou. –   Tô morrendo de fome!

– Ah, não pedi pizza.

– Mas o rapaz da pizza tava ali.

– Era uma pizza errada.

– Não existe pizza errada – disse Georgie. – Todas as pizzas estão corretas desde a concepção.

O final foi…. Bonitinho, clichê. Não quero dar spoilers, mas a última frase do parágrafo acima resume bem meus sentimentos sobre o final do livro. A parte que mais gostei na história toda foi quando Cath e Levi os personagens de Fangirl apareceram de surpresa para “salvar o dia”, definitivamente salvaram o livro e graças a isso a minha classificação final foi de duas estrelas. Ainda assim me entristece dizer que Rainbow me decepcionou muito desta vez.

Acompanhe o Prateleira de Ideias nas redes socias:

facebook | instagram | youtube | goodreads

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s