Proibido – Tabitha Suzuma

Proibido é um dos livros mais intensos que já li. Extremamente bem construído e com uma escrita envolvente ele trata de um assunto que é tabu em nossa sociedade. Lochan e Maya estão apaixonados, mas eles são irmão e irmã.

Em um primeiro momento o tema do livro pode parecer repulsivo para muitas pessoas, mas fiquei curiosa para ver como ele poderia ser abordado em um livro, porque nunca li nada nesse estilo (tirando Cersei e Jaime, mas nesse caso é um pouco diferente).

Somos apresentados a família deles, o pai abandonou os cinco filhos há alguns anos e a mãe tem problemas com bebida, um namorado novo e passa mais tempo na casa dele do que em casa. Essa disfuncionalidade acaba por colocar muita responsabilidade na vida de Maya e Lochan, isso porque eles tem de criar seus três irmãos mais novos, Kit, Tiffin e Willa. Com uma diferença de apenas treze meses entre Maya e Lochan eles se veem como iguais e extremamente dependentes um do outro para criarem os irmãos e por conta disso eles acabam se sentindo como pais para os pequenos em meio ao caos da rotina da família.

Embora esteja me despedaçando por dentro, tudo ao redor parece o mesmo, concreto e real, trazendo a esperança de que talvez um dia eu também volte a me sentir real.

DSC06356

Após nos inserir na realidade vivida pelos dois Tabitha Suzuma começa a desdobrar o relacionamento entre eles, com estrema sutileza ela nos mostra que o que nasce ali é o amor em sua forma mais pura. É uma leitura difícil, que nos faz questionar muita coisa, gerando sentimentos conflitantes. Por um lado o relacionamento dos dois é extremamente real, a escrita de Suzuma nos coloca diretamente na pele dos dois narradores, tudo é sentido em primeira mão pelo leitor, tanto o amor quanto a dor. Então lembramos que os dois são irmãos, o estômago dá voltas e começamos a questionar ainda mais. Porque afinal o que a autora nos faz questionar é que se duas pessoas se amam porque são proibidas pela lei de ficar juntas apenas porque foram gerados pela mesma mãe? Dá pra responder isso? São inúmeros outros temas que cruzam nossa mente na hora da resposta, é um assunto muito delicado e conflitante.

E eu sei como ele se sente – é tão bom que chega a doer. Acho que vou morrer de tanta felicidade. Acho que vou morrer de tanta dor. O tempo parou; o tempo disparou. (…)  Como uma coisa tão errada pode parecer tão certa?

Gostei muito do desenrolar da história e das questões que o livro levanta, sinto que o propósito da autora ao escrever o romance foi atingido. Amei a construção dos cinco irmãos, cada um com suas peculiaridades e personalidades fortes. No fim eles são a família, cada um apoiando o outro sem nenhuma outra figura “adulta” na equação, e mesmo assim são uma das melhores famílias que já li.

O final do livro foi problemático para mim, eu não tinha absolutamente nenhuma ideia possível de como iria ser o desfecho da história, mas definitivamente não esperava o que aconteceu. Sinto que o fim foi meio apressado e a autora apenas fez os acontecimentos se atropelarem para terminar logo, não funcionou para mim. Apesar disso a última cena do livro foi bem tangível e emocionante, pude sentir que estava junto dos personagens naquele momento.

Proibido é um livro diferente, definitivamente não é uma leitura para todo mundo. Em alguns momentos precisei parar de ler apenas para assimilar tudo o que estava acontecendo, e mesmo sendo um livro curto demorei um tempão para ler porque foi difícil processar uma história tão complexa. É um livro muito bom, forte, intenso, recheado de sentimentos. Uma experiência de leitura como nunca tive antes.

Acompanhe o Prateleira de Ideias nas redes socias:

facebook | instagram | youtube | goodreads

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s