Acredito que O Pequeno Príncipe é um livro que deve ser lido mais de uma vez e em diferentes fases da vida. Minha primeira leitura foi aos oito anos e tive uma interpretação bem mais simples e bonitinha. Na segunda leitura, aos treze anos, tive um foco maior no relacionamento com a flor e achei a história de amor do livro muito adorável. Agora na terceira leitura meu olhar se voltou para outra coisa: a tristeza.

– Quando a gente está muito triste, gosta de admirar o por do sol…

– Estavas tão triste assim no dia em que contemplaste os quarenta e três?

Mas o principezinho não respondeu.

DSC06082

O Pequeno Príncipe é com toda certeza um dos livros mais tristes que já li. É um livro que parece feito para crianças, mas não é. Não entenda errado, elas podem (e devem) lê-lo, é uma das fases na qual deve-se conhecer a história, mas há essa profundidade que recheia a narrativa que só pode ser percebida pelas “pessoas grandes”.

A doçura e a inocência do princepezinho me dão vontade de apenas segurá-lo e protegê-lo do mundo, e ele que com tão pouca idade já passou por tantas coisas e lidou com elas de modo tão sábio têm tanto a nos ensinar. É simples, O Pequeno Príncipe é tão tocante porque nos faz lembrar da criança que fomos um dia, nos dizendo que temos muito a aprender com ela.

– Eis o meu segredo. É muito simples: só se vê bem com o coração. O essencial é invisível aos olhos. (…) Foi o tempo que perdeste com a tua rosa que a fez tão importante. (…) Os homens esquecem essa verdade, mas tu não a deves esquecer. Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas.

DSC06089

Além do príncipe, meu personagem favorito é a raposa, ela é adorável, corajosa, inteligente e acima de tudo: uma boa amiga. A raposa me lembra dos momentos bons que já tive ao lado de um amigo, aquele pequeno segundo que paramos para olhar ao redor e agradecemos pela companhia do outro.

A história do livro é intensa e ao mesmo tempo efêmera, e pouco tempo depois de ler já virava a última página e uma lágrima singela escorria do canto do olho. Ler O Pequeno Príncipe em diferentes etapas da vida, me fez perceber que apesar de a história ser a mesma eu mudei, o mais incrível é ter crescido com esse livro e ele nos ensina que temos muito a aprender com as crianças que já fomos um dia, a preciosidade está nas coisas mais simples.

– As estrelas são todas iluminadas… Será que elas brilham para que cada um possa um dia encontrar a sua?

DSC06083

DSC06086

Pra fechar o post vou deixar o trailer do filme O Pequeno Príncipe, assisti ele esses dias e me apaixonei pela história, motivo pelo qual decidi reler o livro para dar um oi para o principezinho.

Anúncios

2 comentários sobre “O Pequeno Príncipe – Antoine de Saint-Exupéry

  1. Li este livro apenas uma vez, aos 7 anos e ainda não tive a experiência de lê-lo novamente. Acredito que devo lê-lo novamente, para refletir novamente a respeito dele. Lembro de ter ficado achando que o livro era encantado. Literalmente uma paixão! rs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s