Sobre a escrita é um livro não-ficcional publicado por Stephen King. Eu já conhecia o autor, mas ainda não tinha lido nenhum trabalho dele (apesar de adorar a série baseada em um de seus romances, Under the Dome). Fiquei feliz pelo meu primeiro contato com a escrita dele ser por meio de Sobre a Escrita, porque além de dicas sobre como escrever melhor temos também um relato autobiográfico de boa parte da vida do autor.

Se você quer ser escritor, existem duas coisas a fazer, acima de todas as outras: ler muito e escrever muito. Que eu saiba, não há como fugir dessas duas coisas, não há atalho.

2015-05-28 14.59.40

Na primeira parte do livro temos três prefácios (isso mesmo, três) depois chegamos no Currículo que é a parte do livro que engloba as memórias de Stephen sobre como ele começou a escrever, porque e quais foram as suas experiências, principalmente com a rejeição. Ele pendurava suas respostas negativas em um prego na parede, como uma espécie de incentivo a não parar de escrever.

Começa assim: coloque sua mesa em um canto e, todas as vezes em que se sentar para escrever, lembre-se da razão de ela não estar no meio da sala . A vida não é um suporte à arte.  É exatamente ao contrário.

Depois temos uma pequena seção intitulada caixa de ferramentas, que fala das ferramentas necessárias para escrever, na visão do autor. Então enfim chegamos na melhor parte do livro a seção Sobre a Escrita. Preciso dizer em alto e bom som o quanto amei cada pedaço desta parte. E terminei anotando inúmeros quotes. Concordo com muitas coisas ditas pelo autor nessa seção, que é realmente um guia para qualquer um que queira escrever. É claro que tudo o que é dito é com base na experiência própria do autor, mas acredito de verdade que este livro é um leitura obrigatória a qualquer um que deseje aprender mais sobre o oficio que é escrever.

Acho difícil acreditar na existência de pessoas de pouca (ou nenhuma) leitura que tentam escrever e esperam que os leitores gostem de seus textos, mas sei que elas estão por aí. Se eu ganhasse um centavo por cada um que já me disse que queria ser escritor, mas “não tinha tempo para ler”, daria para pagar um bom jantar em uma churrascaria. Posso ser direto? Se você não tem tempo de ler, não tem tempo ( nem ferramentas) para escrever. Simples assim.

2015-05-28 15.16.45

Ler durante as refeições e considerado algo rude pela sociedade, mas, se você pretende ser um escritor bem-sucedido, a rudeza deve ser a penúltima de suas preocupações. A última deve ser a sociedade e o que ela espera de você. De qualquer forma, se você pretende escrever com a maior sinceridade possível, seus dias como membro da sociedade estão contados.

2015-05-28 15.09.05

2015-05-28 15.05.59

Por fim temos mais um parte pessoal sobre o autor, que trata do grave acidente sofrido pelo mesmo durante a escrita do livro e como isso afetou sua vida e a importância que a escrita tem para ele.

A escrita não é a vida, mas acho que, algumas vezes, pode ser um caminho de volta a ela.

2015-05-28 15.14.03

E depois outra parte adorável, duas listas com os livros favoritos lidos por ele (e tem Harry Potter!). Recheado de informação, humor e até um pouco de lágrimas, Sobre a Escrita não é uma aula teórica ou um manual de instruções para escrever, é algo infinitamente melhor do que isso, é uma conversa. Uma conversa de igual para igual com o autor, com dicas, comentários e aquele ar de que acabamos de fazer um novo amigo. E aqui vai o último quote do livro, aquele que fez eu me emocionar e querer dar um abraço em meio a lágrimas no autor:

A escrita não é para fazer dinheiro, ficar famoso, transar ou fazer amigos. No fim das contas, a escrita é para enriquecer a vida daqueles que leem seu trabalho, e também para enriquecer sua vida. A escrita serve para despertar, melhorar e superar. Para ficar feliz, ok? Ficar feliz. Parte deste livro – talvez grande demais – trata de como aprendi a escrever. Outra parte considerável trata de como escrever melhor. O restante – talvez a melhor parte – é uma carta de autorização: você pode, você deve e , se tomar coragem para começar, você vai. Escrever é mágico, é a água da vida, como qualquer outra arte criativa. A água é de graça. Então beba.

Beba até ficar saciado.

2015-05-28 15.14.16

No dia em que fiz as fotos para essa resenha também gravei um Blog Trailer, vou colocar o link do vídeo aqui pra vocês!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s