Há muitas coisas que devem ser ditas sobre este livro. A primeira delas é que ele quase foi um imenso desperdício. Em boa parte da leitura,até mais ou menos umas 180 páginas, ou seja, metade do livro, a história se parecia uma mistura de John Green com Rainbow Rowell, o tipo de mistura que faz você pensar por favor pare de escrever agora, você está me irritando. Fiquei extremamente incomodada com essas referencias excessivas, incluindo até o cigarro não acesso na boca, pois é.

Conheço a vida bem o suficiente pra saber que não podemos acreditar que as coisas vão ser sempre iguais, não importa o quanto a gente queira. Não podemos impedir que as pessoas morram. Não podemos impedi-las de ir embora. Não podemos impedir nós mesmos de ir embora.

2015-04-25 15.53.12

Nesse ponto eu estava quase desistindo de ler, mas sabia que se largasse o livro seria difícil voltar a ler mais tarde então resisti ao impulso e continuei a ler, terminando a leitura mais rápido do que pensava. Violet e Finch se encontram por acaso na torre do sino da escola, os dois prestes a pular. Nesse momento tão crucial que estava prestes a tirar a vida dos dois o encontro serviu para salvar a vida de ambos e assim eles começam uma amizade improvável. Acho interessante o fato de que o suicídio tem sido tema de vários livros atualmente, como forma de conscientizar, principalmente o público jovem, que o suicídio é a segunda maior causa de morte entre a juventude mundial.

(…)buracos negros são restos de antigas estrelas; são tão densos que nem mesmo a luz consegue escapar; se escondem dentro de todas as galáxias; são a força mais destrutiva do cosmos; enquanto um buraco negro passa pelo espaço;, engole tudo que chega muito perto: estrelas, cometas, planetas. Tudo mesmo. Quando planetas, luz, estrelas, o que for, passam do ponto sem volta, é o que chamamos de horizonte de eventos, o ponto após o qual a fuga é impossível.

2015-04-25 15.54.10

Violet é uma garota que tinha tudo, um namorado bonito, amigas, popularidade e uma irmã que amava muito, até o dia em que as duas sofrem um acidente e só Violet sobrevive. Arrasada com a perda da irmã ela não sabe mais como continuar a viver. Finch, ou melhor, Theodore Finch, que tem um primeiro nome inútil já que ninguém o chama assim, então deveria ser somente Finch. Ele sempre foi considerado o estranho a Aberração nunca se encaixando, sempre assumindo uma personalidade diferente a cada semana, e chamando a atenção das pessoas mesmo quando não queria.

E ficar pedindo desculpa é perda de tempo. Você tem que viver sem arrependimentos. É mais fácil fazer a coisa certa desde o início pra que não tenha que pedir desculpas depois.

2015-04-25 15.54.26

Na aula de Geografia os dois tem um trabalho a fazer, ir a todos os lugares incríveis de Indiana, com o intuito de conhecer mais sobre o estado onde moram. Violet não esta animada, mas com alguma persistência Finch consegue convencê-la a sair de seu quarto e encarar o mundo outra vez. O relacionamento deles não me ganhou de primeira, achei meio rápido e meio forçado, porque parecia que o único interessado era Finch e ele ficava tentando “eternamente” conseguir uma pequena atenção de Violet e como o livro é narrado pelos dois personagens ambos conseguiram me irritar com seus “joguinhos de conquista”; demorou pra que eu acreditasse que os sentimentos dos dois eram recíprocos.

Depois o casal entrou numa rotina, mas é claro que esse foi o momento do aparecimento da plot wist e devo dizer que foi ela  quem me conquistou. Eu vi ela chegando, eu sabia exatamente como ela seria e talvez isso faça com que não seja exatamente uma plot twist porque eu já sabia aonde a autora queria chegar, mas de certa forma ela ainda conseguiu me atingir bem duramente. É realmente de partir o coração.

O que percebo agora é que o que importa não é o que a gente leva, mas o que a gente deixa.

Fiquei feliz com a reviravolta, porque na metade do livro eu já estava dizendo que ele seria mais um no estilo “potencial desperdiçado” felizmente não foi o meu veredicto final. Depois de toda a loucura o final foi bem adorável e trouxe consigo aquele gostinho de final feliz porém muito realista, super aprovado. O que fez eu mudar ainda mais a minha opinião sobre ele foi a nota da autora no fim, isso mudou tudo. Também adorei que a revista criada por Violet, a Semente, foi inspiração para a criação de uma revista online com o mesmo nome e as mesmas propostas pensadas por Violet, você pode acessar a Semente, em inglês, clicando aqui. Apesar de algumas controvérsias, eu recomendo Por Lugares Incríveis e mesmo gostando da capa brasileira queria que tivessem mantido a original, porque ela se encaixa tão bem na história. Estou bem animada para ver o filme, mas estou mais animada para fazer uma roadtrip para Indiana e conhecer todos os seus lugares incríveis.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s