O Maravilhoso agora foi um livro estranho pra mim, provavelmente porque eu esperava demais dele.

Além do mais, você não acha que é meio 1984 demais sair por ai com um aparelho no bolso que permite que as pessoas achem você a qualquer instante? A gente deveria se rebelar contra os celulares. Você poderia ser o Trotsky e eu vou ser o Che.

2015-04-23 18.51.011

Sutter Kelly é O Cara, o rei das festas, da diversão e de toda falta de responsabilidade. Ele não pensa no futuro, na faculdade em nada que seja planejado, ele só pensa no agora, e nas melhores formas de viver ele. Parece muito empolgante e diferente ele ser um cara tão, desprendido, mas logo percebe-se que ele é irritante e sempre esta bêbado, e suas atitudes me pareceram um pouco forçadas.

Além do mais não importa se é real. Quando se trata de sonhos, nunca importa. Eles não passam de boias salva-vidas a que se agarrar para não morrer afogado. A vida é um oceano, e quase todo mundo está agarrado a um tipo de sonho para se manter na superfície.

Depois de ser dispensado por sua namorada “gorda e linda” como ele mesmo chama, ele conhece Aimee, de uma forma bem incomum, acordando no meio de um quintal com ela ao seu lado. Uma improvável amizade surge e Sutter diz a si mesmo que precisa salvar Aimee do declínio social completo, então ele faz de sua missão levá-la a todas as festas e apresentá-la a todas as pessoas “certas”.

Aimee é uma nerd viciada em livros de ficção científica e não acredita que alguém como Sutter possa realmente querer ser amigo dela, mesmo assim os dois embarcam nessa aventura e no caminho descobrem sentimentos um pelo outro.

Acho que as coisas mudam quando você cai no mundo e não tem mais as mesmas vivências todos os dias como acontecia na escola.

Todo o momento em que Sutter esta com Aimee suas atitudes contradizem com o que ele está pensando e isso foi horrível, em nenhum momento deixei de achar que ele estava usando-a, foi tudo muito estranho e não muito “real”. Foi difícil acreditar que eles pudessem ser um casal de verdade. Neste específico livro os capítulos curtos me incomodaram muito, não dava tempo de nada se desenrolar e já começava outro capítulo e isso tirou um pouco o meu foco na hora da leitura.

Tem sua obsolência programada, como tudo na vida. É assim que o nosso sistema funciona. Um grande conto do vigário. A coisa fica velha, e você tem que comprar outra, que fica velha, e mais outra. Toda a sociedade é um campo de treino para viciados.

Mas o ponto mais importante sobre o livro é que o final foi desapontador. Mesmo com as críticas a narrativa, a escrita é simples e deu para ler rápido e fiquei pensando “o final deve consertar tudo” ou qualquer coisa assim, mas não, o final foi simplesmente nada disso.

A impressão é de um livro com potencial desperdiçado, O Maravilhoso Agora poderia ter sido muito mais, a melhor parte dele são os quotes que coloquei aqui na resenha. O livro poderia ter trazido aqueles finais que dão alguma esperança, alguma frase épica ou qualquer coisa para finalizar direito, não vejo razão para um final tão medíocre para um personagem inteligente e que tentava ao máximo se afirmar fora dos padrões de vida comum.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s