Do meu amor por livros e da minha sede e paixão por viagens criei um projeto literário para expandir e diversificar minhas leituras. A Volta ao Mundo em 80 Livros é como pretendo viajar e conhecer novas escritas e culturas. O processo de seleção dos países por si só já foi difícil (vai falar mais de quarenta países pra ver o nó que dá na cabeça!). E depois da seleção fui pesquisar os livros, o que se provou uma imensa fonte de informação.

Como o objetivo do projeto era mudar o foco de leitura e também diversificar as obras pude ainda mais perceber como estamos ‘presos’ nessa leitura americana e ás vezes britânica. A maior confirmação foi a de que existe muita, muita coisa boa lá fora. Um dos meus objetivos foi conhecer autores de diferentes países, me baseei no local de nascimento do autor para a escolha dos livros. Descobri novos autores em diferentes países e já estou curiosa para ler mais obras deles. Me frustrei com países que tinham livros ótimos porém apenas em suas línguas locais. Encontrei países com tão poucos livros e autores que foi assustador. As realidades do mundo são muito diferentes da nossa.

Toda essa pesquisa levou quatro dias, e claro que eu pretendo escrever sobre essa experiência quando o projeto terminar. Agora que a lista foi formada começarei a ler os livros. Alguns eu já tenho, e muitos terão de ser comprados. É um projeto sem uma data de entrega, ele simplesmente está acontecendo. Eu simplesmente estou conhecendo o mundo.

10961935_865436956811945_717044134_n

Afeganistão – O Caçador de Pipas, Khaled Hosseini

África do Sul – A Arma da Casa, Nadine Gordimer

Albânia – O Jantar Errado, Ismail Kadaré ✓

Alemanha – Os Emigrantes, W.G Sebald

Angola – Os Transparentes, Ondjaki

Antígua e Barbuda – Unburnable, Marie-Elena John

Arábia Saudita – Girls of Riyadh, Rajaa Alsanea

Argentina – História da Eternidade, Jorges Luis Borges

Austrália – Fôlego, Tim Winton

Áustria – Sete Anos no Tibet, Heinrich Harrer

Bahamas – Thine is The Kingdom, Garth Buckner

Bangladesh – Revenge,Taslima Nasrin

Barbados – Too Beautiful to Die, Glenville Lovell

Bélgica – The Angel Maker, Stefan Brijs

Bielorrússia – Paranoia, Victor Martinovich

Bolívia – Norte, Edmundo Paz Soldán

Bósnia e Herzegovina –  Como o Soldado Conserta o Gramofone,Saša Stanišic

Brasil –  Morangos Mofados, Caio Fernando Abreu

Bulgária – Contos de Tenetz, Yordan Raditchkov

Camboja – In The Shadow of Banyan, Vaddey Ratner

Canadá – Fugitiva, Alice Munro

Chile – Bonsai, Alejandro Zambra

China – Imperatriz, Shan Sa

Colômbia –  O Amor nos Tempos do Cólera, Gabriel Garcia Marquez

Coreia do Sul – Your Republic is Calling You, Young-Ha Kim

Croácia – The Ministry of Pain, Dubravka Ugrešić

Cuba – Ventos de Quaresma, Leonardo Padura Fuentes

Dinamarca – Smilla’s Sense of Snow, Peter Hoeg

Egito – Blue Lorries, Radwa Ashour

Eslovênia – Crumbs, Miha Mazzini

Espanha –  A Sombra do Vento, Carlos Ruiz Zafón

Estados Unidos  –  O Grande Gatsby, F.Scott Fitzgerald ✓

Estônia – Primavera, Oskar Luts

Etiópia  – Sob o Olhar do Leão, Maaza Mengiste 

Filipinas –  Ilustrado, Miguel Syjuco

Finlândia – Memória da Água, Emmi Itäranta 

França  – A Delicadeza, David Foenkinos

Grécia – A Festa de Aniversário, Panos Karnezis

Guiné Equatorial –  By Night the Mountain Burns, Juan Tomás Ávila Laurel

Honduras – Asco,  Horacio Castellanos Moya

Hungria – Os Meninos da Rua Paulo, Ferenc Molnár

Islândia – O Silêncio do Túmulo, Arnaldur Indridason

índia – The Sly Company of People Who Care, Rahul Bhattacharya

Indonésia – Supernova, Dewi Lestari

Irã – Lendo Lolita em Teerã, Azar Nafisi

Irlanda –  O Retrato de Dorian Gray, Oscar Wilde ✓

Israel  –  Entre Amigos, Amos Oz 

Itália – Zero Zero Zero, Roberto Saviano

Jamaica – The Pirate’s Daughter, Margaret Cezair-Thompson

Japão – 1Q84, Haruki Murakami ✓ 

Líbano – Eu Matei Sherazade – Confissões de Uma Árabe Enfurecida, Joumana Haddad

Macedônia – A Irmã de Freud, Goce Smilevski

Malásia – Ripples and Other Stories, Shih-Li Kow

México – Como Água para Chocolate, Laura Esquivel

Moldávia – The Good Life Elsewhere, Vladimir Lorchenkov

Mongólia – The Blue Sky, Galsan Tschinag

Moçambique – Vozes Anoitecidas, Mia Couto

Nepal – Nothing to Declare, Rabi Thapa

Nigéria – Americanah, Chimamanda Ngozi Adichie

Noruega –  Boneco de Neve, Jo Nesbo

Nova Zelândia – A Filha da Floresta, Juliet Marillier

Países Baixos (Holanda) – The Discovery of Heaven, Harry Mulisch

Paquistão – Eu sou Malala, Malala Yousafzai ✓

Peru – O Jogo de Ripper, Isabel Allende

Polônia –  Amor Líquido, Zygmunt Bauman  ✓

Portugal – Ensaio Sobre a Cegueira, José Saramago

Reino Unido – Admirável Mundo Novo,  Aldous Huxley ✓

República Checa –  Carta ao Pai, Franz Kafka ✓

Romênia – Tudo o que tenho levo comigo, Herta Müller

Rússia – Lolita, Vladimir Nabokov ✓

Síria – Histórias da Noite, Rafik Schami

Sri Lanka – Chinaman: The Legend of Pradeep Mathew, Shehan Karunatilaka

Suécia – Os Homens que Não amavam as Mulheres, Stieg Larsson

Suíça – The Pledge, Friedrich Dürrenmatt

Togo – An African in Greenland, Tété-Michel Kpomassie

Turquia –  Neve, Orhan Pamuk

Ucrânia –  Death and The Penguin, Andrey Kurkov

Uruguai – Correio do Tempo, Mario Benedetti

Venezuela –  The Sickness, Alberto Barrera Tyszka

Zâmbia – Baking Cakes in Kigali, Gaile Parkin

 

 

Anúncios

14 comentários sobre “A Volta ao Mundo em 80 Livros

  1. Que legal o seu projeto, Ketelen! Tem tudo para ser um sucesso porque, além de muito interessante, é uma forma incrível de expandir a mente e se encantar com as diversas culturas que muitas vezes nem nos damos conta que existiam. Ler é mesmo um sonho! ❤

    Beijinhos meus e da MeL

  2. Uau, que projeto incrível!
    Depois de ler essa lista, percebi que não conheço nem metade dos livros citados hahaha. Deu até vontade de fazer algo assim também, é perfeito para conhecer novos lugares, novas culturas, novos escritores.
    Amei teu blog, com toda certeza do mundo voltarei aqui mais vezes!

  3. Consultando resenhas sobre meu livro favorito, Fôlego, encontrei seu portal. Achei incrível a idéia de indicar 80 livros para cada país a ser conhecido. Mais animado ainda fiquei quando vi que para quem quiser conhecer a Australia a indicação para leitura é o romance de Tim Winton.
    Espetacular! Vou embarcar para próxima viagem com a leitura indicada.
    Parabéns pelo projeto!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s