Old Manual Typewriter

Me deparei com um post mencionando a rotina diária de escritores famosos e logo comecei a ler. Foi então que ao olhar para o sorriso bonitinho de Kafka um pensamento me veio à mente. Sou uma escritora.

Quando estava decidindo o que iria cursar na faculdade, no começo do ano passado, isso era uma leve sombra que passava pela minha vida, mas algo que nunca tomou forma. Mesmo depois de escolher o curso (Jornalismo) ainda não usava essa palavra para me descrever. O que foi muito bom, porque eu ainda não era uma escritora.

Agora sou. Agora me sinto uma. As ideias inundam minha mente, todos os dias, e o melhor é quando elas resolvem sair, nunca sei o que vai acontecer, mas como Carmen da Silva diria “O lápis sabia, os dedos sabiam”. Toda vez que isso acontece, essa necessidade de “colocar para fora” já fico com um sorriso no rosto, porque não há nada que eu goste mais do que escrever. Encontrei o que eu amo, o que fui feita para fazer.

E sim, olhando para aquele sorriso e para as outras fotos e descrições do post, fiquei feliz em ter aquela percepção. Porque saber que cada um dos autores tinha sua rotina, suas peculiaridades e que eles sabem como me sinto, é incrível. Sou uma escritora, encontrei minha voz. E aos poucos as palavras vão saindo de mim enquanto compartilho-as com o mundo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s