10356501_738450892843886_1084247901_n

Tem tantas coisas que eu gosto nele. Eu gosto do sobrenome dele, não sei por que, simplesmente gosto, é uma palavra legal de falar, pelo menos para os meus lábios. E tem tantas outras coisas, pequenas talvez, até mesmo coisas que normalmente passariam despercebidos, mas não para mim. Eu gosto quando o cabelo dele esta para baixo, eu sei que ele não gosta, mas que já o usou assim só pra me agradar. Aqueles cabelos pretos, que por sinal eu também adoro, é aquele preto que você pode se perder dentro, o que, me fez pensar em seus olhos, mas por alguma estranha razão neste momento não consigo me lembrar da cor exata que eles têm. Acho que são castanhos, bem escuros, mas ao mesmo tempo eles podem ser pretos como abismos, por mais que eu não me lembre exatamente, eu gosto deles também.

Gosto de quando ele olha pra mim e me da um sorriso tímido, sem mostrar os dentes, porque não sabe ao certo se eu vou corresponder ao seu sorriso. E o que eu gosto nesse sorriso é que ás vezes ele é acompanhado daquela coisa que ele faz com os olhos, ele os deixa esbugalhados, e apesar de ser meio estranho a principio, agora esse gesto se tornou algo tão ele que não consigo imaginar ninguém mais fazendo isso, e ficando adorável ao mesmo tempo.

Eu já disse que gosto da sua risada? Porque eu adoro, quando ele realmente ri, aquela risada sem nada a esconder, quando você se perde em uma leve onda de riso e quase esquece o porquê de estar rindo. Quando ele ri daquele jeito, eu até rio só de lembrar, porque eu adorei.

Mas acho que a coisa que eu mais gosto é o seu cheiro. Porque ele me faz lembrar de toda essa soma de coisas, todas elas voltam em um flash como em um caleidoscópio de memórias quando eu penso no seu cheiro. E pode ficar de queixo caído, assim como os olhos, é difícil pra eu lembrar o cheiro dele, eu queria tê-lo em um frasco, e ser capaz de destampá-lo para liberar aquela pequena quantidade, para eu cheirar e me lembrar de tudo, lembrar de como foi incrível estar com ele e de como eu adorei.

Isso pode parecer estranho, mas eu sei que não estou apaixonada, por mais que ele inunde meus pensamentos de forma constante, e muito mais do que deveria, eu não estou apaixonada. Quando eu paro para pensar no que significa esta palavra sei que não é o que sinto, e ainda assim cada célula do meu corpo grita um pouco toda manhã quando o vejo. Porque sei que apesar de eu adorar todas essas coisas sobre ele, ele não é meu. Não posso tocá-lo. Posso apenas observá-lo de longe, meus olhos ávidos por mais, sendo eles o único sentido a se satisfazer com a sua presença.

Ele não é meu, mas já foi.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s