Começo a resenha dizendo que amei, simplesmente amei poder ler o livro pela narração de Ethan. Acho que nunca tinha lido um livro narrado pelo garoto! E se eu li não me lembro agora. Mesmo assim achei que ficou perfeito, não teria absolutamente nada a ver se a Lena narrasse, ela é muito complicada. De qualquer forma o livro é o primeiro das autoras juntas e também o primeiro da quadrilogia Beautiful Creatures.  Comecei a ler por acaso, porque apesar de já ter ouvido falar eu não tive muita vontade de ler, mas eu não sabia o que estava perdendo.

“Nunca amei você mais do que a amo nesse exato segundo. E nunca vou amar você menos do que a amo nesse exato segundo.”

 

“Nunca esteve de fora olhando para a sua vida?”

6p

3p

A história como eu já disse é narrada por Ethan Wate, um garoto de uma cidade pequena chamada Gatlin onda nada de anormal acontece, na verdade é tudo muito monótono e os cidadãos sulistas ainda encenam a batalha da Guerra Civil com muito orgulho, apesar de terem perdido. Ethan recentemente perdeu a mãe e seu pai não ajuda muito se trancando no escritório desde cedo até tarde da noite, por fim as únicas pessoas que lhe restam são Amma a governanta que faz comidas deliciosas e cuida dele como uma mãe e seu melhor amigo Link. Mas isso só até as aulas começarem.

É ai que entra Lena. A aluna nova. Diferente. De fora. Ethan fica encantado por ela, apesar de ela não dar muita bola pra ele. Vivendo na mansão do velho rabugento da cidade Macon Ravenwood, Lena é taxada como esquisita e logo é isolada do resto dos colegas, mas isso não é problema para Ethan, afinal ele nunca foi muito popular mesmo. E é claro que não pode ser coincidência o fato de que Ethan vinha sonhando com Lena há alguns meses antes de conhecê-la, afinal isso é super comum, certo?

“Frio na barriga. Essa era uma porcaria de metáfora. Era mais como um tiro.”

 

“Amar é um risco para qualquer um.”

9p

Mas Lena não é comum de verdade mesmo, depois de um tempo ela decide contar a verdade a Ethan, esperando que assim ele se assuste e queira se afastar dela para sua própria proteção, mas não ele fica com ela, mesmo que ela admita com muita dificuldade ser uma Conjuradora, isto é ser uma bruxa. Existem dois tipos de Conjuradores, os das Trevas e os da Luz. E Lena ainda não sabe o que ela é, e eis que o título se explica, Dezesseis Luas devem ser completadas para que Lena então vá para seu verdadeiro caminho, seja ele da Luz, ou das Trevas, e uma vez que o caminho é tomado não há mais volta.

Adorei o fato de que o romance deles apesar de ser muito forte não é desesperado, existem muitos casais de livro que se amam de cara, mas isso fica quase obsessivo muito rápido e se torna meio irreal. Mesmo que eles tenham uma conexão forte eles vão indo aos poucos descobrindo, revelando e aceitando essa paixão.

E as partes de magia e revelações não deixam a desejar, mesmo sendo um livro bem grande foi muito bom de ler, com uma fonte boa sem ficar cansativo. Minha única crítica não se refere ao livro, mas sim a adaptação para o cinema. O filme ficou simplesmente… Horrível! Mal explicado em muitas partes, com atores esquisitos que nem parecem entender os personagens, e fatos mudados, coisas exageradas, ah! Nem sei por onde começar! Eu que li o livro tive algumas dificuldades para entender certas mudanças e as pessoas que não sabiam nada da série simplesmente não entenderam! De qualquer forma ainda temos um livro perfeito, mas mesmo que façam uma continuação espero que consertem isso, senão é melhor nem fazer.

“Tem um lugar no coração que nunca será preenchido. E saberemos disso pra sempre. Tem um lugar no coração que nunca será preenchido. E esperaremos, e esperaremos pelo dia em que alguém aparecerá e preencherá esse espaço e nunca mais o deixará vazio.”

 

“Todo mundo passa dificuldades na vida, não temos poderes para mudar as coisas quando bem entendemos. Ser humano é se sentir mal, é se sentir furioso, é se sentir com medo e não ser capaz de fazer nada até não se sentir mais assim, até que consiga ver um jeito de se sair dessa.”

Editora: Galera Record

Autor: Margaret Stohl e Kami Garcia

Título Original: Beautiful Creatures

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s